De Cos, do BCE, diz que nível atual da taxa de juros deve levar inflação a 2%

FRANKFURT (Reuters) - O nível atual das taxas de juros do Banco Central Europeu (BCE) deve reduzir a inflação para 2% ao longo do tempo, mas cortes nas taxas em algum momento não podem ser descartados, disse o formulador de política monetária do BCE, Pablo Hernández de Cos, em uma entrevista publicada nesta sexta-feira.

"Com base nas informações disponíveis hoje e usando uma série de ferramentas analíticas, podemos dizer que o nível da taxa de juros que atingimos agora, se mantido por um período suficientemente longo, é amplamente consistente com o cumprimento de nossa meta de inflação no médio prazo", disse de Cos ao jornal financeiro Börsen-Zeitung, da Alemanha.

"Analisando as informações de hoje, certamente não podemos descartar cortes. Mas também não quero e não posso confirmá-los", acrescentou.

O presidente do banco central espanhol também disse que o BCE "deve ser muito cauteloso" quanto à suspensão total de seu Programa de Compra de Emergência Pandêmica e que não vai nem mesmo considerar vender títulos.

Ele também disse não ver méritos "óbvios" em aumentar os requisitos de reserva mínima dos bancos.

(Reportagem de Francesco Canepa)

Deixe seu comentário

Só para assinantes