BNDES chega onde bancos comerciais não chegam, mas é preciso ter equilíbrio, diz Haddad

SÃO PAULO (Reuters) - O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse nesta segunda-feira que o governo tem clareza de que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) tem o papel de alcançar lugares da economia em que os bancos comerciais não chegam.

No entanto, o ministro ponderou que é preciso encontrar um "ponto de equilíbrio" entre o público e o comercial, e afirmou que o país não tem interesse em subsidiar o que uma empresa pode conseguir levantar no mercado privado.

Haddad falou em palestra durante evento organizado pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

(Por Fernando Cardoso)

Deixe seu comentário

Só para assinantes