Confiança do consumidor alemão não deve se recuperar este ano, diz GfK

BERLIM (Reuters) - A confiança dos consumidores alemães deverá cair em outubro, já que a inflação persistentemente alta incentiva as pessoas a economizarem e elimina as chances de uma recuperação antes do final do ano, mostrou uma pesquisa do instituto GfK nesta quarta-feira.

O índice de sentimento do consumidor do instituto caiu para -26,5 em outubro, de um valor ligeiramente revisado de -25,6 em setembro, abaixo das expectativas dos analistas consultados pela Reuters de -26,0.

A ligeira queda, pelo segundo mês consecutivo, deveu-se principalmente a um salto na propensão dos consumidores a economizar, que atingiu 8,0 pontos em setembro - o valor mais alto desde abril de 2011 - depois de uma leitura de apenas 0,5 no mês anterior, de acordo com a GfK.

"Isso significa que as chances de uma recuperação no sentimento do consumidor provavelmente terão caído para zero antes do final do ano", disse Rolf Buerkl, especialista em consumo da GfK.

"Assim, o consumo privado não dará uma contribuição positiva para o desenvolvimento econômico geral este ano."

A demanda interna só melhorará quando a taxa de inflação voltar a um nível tolerável, disse a GfK, acrescentando que ainda não é possível prever quando essa meta será atingida.

(Reportagem de Miranda Murray)

Deixe seu comentário

Só para assinantes