Kashkari diz não ter certeza se Fed aumentou juros o suficiente para levar inflação à meta

Por Michael S. Derby

NOVA YORK (Reuters) - O presidente do Federal Reserve Bank de Minneapolis, Neel Kashkari, disse nesta quarta-feira que ainda não está claro se o banco central dos Estados Unidos já terminou de aumentar os juros em meio a amplas evidências de força econômica contínua.

Em entrevista à CNBC, Kashkari disse que ainda não está pronto para dizer que a taxa de juros foi elevada o suficiente para que a inflação volte à meta de 2%. Ele disse que espera que o banco central dos EUA mantenha os juros estáveis no próximo ano, após um provável último aumento este ano.

Kashkari, que falou na esteira da reunião do Fed da semana passada, quando o banco central deixou a taxa de juros inalterada entre 5,25% e 5,5%, disse que os dados orientarão as futuras decisões. E observou que o que está acontecendo na economia não deixa claro se a política monetária está em condições de reduzir a inflação com a rapidez necessária.

"Uma coisa que me deixa cauteloso quanto à possibilidade de não sermos tão restritivos quanto pensamos" é a força dos gastos do consumidor, juntamente com ganhos ainda fortes na atividade econômica geral, em meio à resiliência dos setores imobiliário e automobilístico, mesmo diante de uma política monetária muito mais rígida, disse Kashkari.

"Estamos permitindo que os dados cheguem até nós, para tentar descobrir qual é o efeito na economia e se precisamos ou não fazer mais" com a política de juros, disse Kashkari.

Nas últimas previsões do Fed, as autoridades continuaram a prever mais um aumento da taxa de juros para este ano e disseram que esperam que a taxa fique mais alta por mais tempo, uma vez que a economia está apresentando um desempenho mais forte do que suas expectativas.

(Reportagem de Michael S. Derby)

Deixe seu comentário

Só para assinantes