Conteúdo publicado há 9 meses

Alunos do Prouni podem ser incluídos no Voa Brasil, diz ministro

O programa Voa Brasil, que prevê a redução de preços de passagens aéreas, pode ser ampliado e incluir estudantes do Prouni, disse nesta quarta-feira o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho.

O plano inicial era que ele fosse voltado a aposentados e pensionistas em uma primeira fase. Mas, após a troca no comando da pasta, está passando por ajustes. A previsão de lançamento, que era no começo do segundo semestre, agora é até o fim do ano.

O Prouni é um programa do Ministério da Educação que oferece bolsas de estudo, integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, em instituições de educação superior privadas.

"Estamos vendo se é possível acrescentar alunos do Prouni que muitas vezes querem fazer um concurso público em outros estados e não têm como pagar", disse Costa Filho a jornalistas. A nova proposta ainda não chegou à Casa Civil.

De acordo com o ministro, também está sendo analisada a possibilidade de criar um Voa Brasil internacional, focado em alunos de escolas públicas que podem estudar no exterior com bolsas. "Estamos trabalhando isso também com as companhias."

Costa Filho ainda afirmou que, em breve, deve apresentar uma solução para o aeroporto internacional Tom Jobim, o Galeão, no Rio de Janeiro, e que a ideia do governo é manter o terminal do aeroporto Santos Dumont com a estatal Infraero.

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, afirmou que esteve em Cingapura recentemente e que a concessionária Changi demonstrou interesse em continuar com a concessão do Galeão. Mas ele ressaltou que a decisão depende do governo federal.

Deixe seu comentário

Só para assinantes