Ibovespa flerta com 115 mil pontos apoiado em Vale e bancos

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa buscava se firmar no azul nesta quinta-feira, flertando com os 115 mil pontos, puxado principalmente pela alta nas ações da Vale e dos bancos, enquanto os papéis da Petrobras afastavam-se das mínimas registradas mais cedo.

Às 11:31, o Ibovespa subia 0,53 %, a 114.931,73 pontos. Na máxima até o momento chegou a 115.162,54 pontos. O volume financeiro somava 1,5 bilhão de reais.

Agentes financeiros também avaliam nesta sessão dados do PIB norte-americano, pedidos de auxílio-desemprego e vendas de moradias nos Estados Unidos, enquanto seguem trabalhando com a chance de juros maiores por mais tempo do que se esperava.

Em Wall Street, o S&P 500 rondava a estabilidade antes de uma aguardada fala do chair do Federal Reserve, Jerome Powell, esperada para o final do dia, além de um dado de inflação monitorado pelo BC norte-americano na sexta-feira.

"A percepção de que os juros permanecerão elevados por um período prolongado tem predominado nos movimentos recentes dos mercados", avaliam economistas do Bradesco BBI.

No Brasil, o Relatório Trimestral de Inflação do Banco Central mostrou melhora na estimativa da autoridade monetária para o crescimento da economia brasileira em 2023 -- a 2,9%, de 2% estimados em junho.

O diretor de Política Monetária do BC, Gabriel Galípolo, por sua vez, defendeu o ritmo de corte de juros de 0,50 ponto percentual, mas ressaltou que o BC tomará decisões reunião a reunião.

Análise técnica do Itaú BBA destacou que o Ibovespa conseguiu fechar na quarta-feira um pouco acima dos 114.000 pontos, último suporte antes de atingir a sua média móvel (MM) de 200 períodos.

"Se o Ibovespa perder essa região, retomará a trajetória de baixa e encontrará próximos suportes em 111.600 e 108.100 pontos", afirmaram os analistas, acrescentando que, do lado da alta, será importante o índice superar os 116.000 pontos.

Continua após a publicidade

"Caso consiga, o índice encontrará resistências em 117.000 e 119.800 pontos", acrescentou.

DESTAQUES

- VALE ON subia 1,07%, a 66,40 reais. Os futuros do minério de ferro subiram nesta quinta-feira, ajudados por dados de uma maior produção de metais quentes, mesmo com os investidores preferindo adotar uma postura cautelosa antes do feriado que se inicia em 29 de setembro na China. - CSN MINERAÇÃO ON avançava 1,09%, a 4,65 reais.

- PETROBRAS PN recuava 0,26%, a 34,43 reais, conforme os preços do petróleo caíam no exterior, com o Brent em baixa de 0,76%. Também no radar está declaração do ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, na quarta-feira, defendendo que a Petrobras possa negociar e readquirir refinarias de petróleo que foram privatizadas, dentro das regras de mercado.

- ITAÚ UNIBANCO PN ganhava 1,21%, a 26,87 reais e BRADESCO PN subia 1,36%, a 14,11 reais.

- GOL PN caía 1,52%, a 6,46 reais, devolvendo parte da alta da véspera, quando fechou com elevação de 7,19%, após anunciar refinanciamento de 1 bilhão de reais em debêntures de sua unidade operacional Gol Linhas Aéreas SA, conhecida como GLA.

Continua após a publicidade

(Por Paula Arend Laier)

Deixe seu comentário

Só para assinantes