Thyssenkrupp negocia vender até 50% de unidade de aço para bilionário tcheco, dizem fontes

Por Christoph Steitz e Jan Lopatka e Tom Käckenhoff

FRANKFURT (Reuters) - O grupo industrial alemão Thyssenkrupp está em negociações avançadas para vender até 50% de sua divisão de aço para o bilionário tcheco Daniel Kretinsky, disseram à Reuters duas fontes com conhecimento do assunto nesta quinta-feira.

A Thyssenkrupp retomou os esforços para alienar sua divisão siderúrgica no início deste ano, depois que o plano foi abandonado após esforços infrutíferos para listar, vender ou encontrar um parceiro de fusão para o que é a segunda maior siderúrgica da Europa.

A Reuters noticiou em junho que Kretinsky estava interessado em uma participação na divisão de aço da Thyssenkrupp.

Nesta quinta-feira, o jornal Handelsblatt divulgou pela primeira vez o valor de 50%, citando fontes não identificadas. Um acordo poderá ocorrer até o fim do ano, segundo a reportagem.

Os porta-vozes da Thyssenkrupp e da Kretinsky não quiseram comentar.

As ações da Thysenkrupp subiram 6,5% após a notícia.

A Thyssenkrupp Steel Europe, com passivos de pensão atuais de 2,7 bilhões de euros, recebeu aprovação de Bruxelas em julho para receber 2 bilhões de euros em subsídios estatais para a descarbonização da produção em sua sede em Duisburg, na Alemanha.

Deixe seu comentário

Só para assinantes