BC vai regular corretoras de criptoativos e exigir presença física no Brasil, diz Campos Neto

(Reuters) - O Banco Central vai regular o mercado de corretoras de criptoativos para exigir que elas tenham presença física no Brasil, disse nesta sexta-feira o presidente da autoridade monetária, Roberto Campos Neto.

“O que a regulação quer fazer? A primeira coisa, a gente quer regular a corretora para ela estar no Brasil, ter presença física no Brasil", disse em evento promovido pela 1618 Investimentos em São Paulo. "Depois, a gente precisa saber que ele (criptoativo) tem lastro”, acrescentou.

O presidente do BC acrescentou que a regulação também deve barrar o “cruzamento de fronteiras” entre atividades desse setor, impedindo, por exemplo, que um custodiante também atue como emissor.

Segundo Campos Neto, o futuro lançamento do Drex, a moeda digital do Banco Central, terá vantagens competitivas em relação a outros criptoativos.

O presidente do BC disse que inicialmente o brasileiro comprava criptomoedas mais voláteis. Mais recentemente, segundo ele, foi observado grande aumento na compra de moedas digitais lastreadas em dólar, o que indica uma busca por uso desse ativo para fazer pagamentos, não para investir.

“A gente se preocupa que isso esteja associado com temas de lavagem de dinheiro, evasão fiscal, coisas desse tipo”, disse Campos Neto.

(Por Bernardo Caram)

Deixe seu comentário

Só para assinantes