Conteúdo publicado há 9 meses

CVM celebra acordo similar a uma delação premiada no caso Americanas

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) disse na sexta-feira que aprovou um mecanismo semelhante a um acordo de delação premiada para casos relacionados à varejista brasileira Americanas, em meio a uma investigação de fraude financeira de bilhões de reais.

A CVM chegou a um chamado "acordo administrativo em processo de supervisão", disse em comunicado, permitindo que o órgão de fiscalização reduza ou elimine a ação punitiva em troca de cooperação efetiva nas investigações em andamento.

O conteúdo obtido por meio do acordo também facilitaria e aceleraria as investigações, acrescentou a CVM.

A empresa, que administra uma rede de lojas e uma das maiores varejistas de comércio eletrônico do Brasil, entrou em crise no início deste ano com a divulgação de mais de 20 bilhões de reais em inconsistências contábeis.

Há pelo menos 23 procedimentos contra a varejista brasileira, de acordo com a CVM, incluindo dois processos sancionadores.

Esta é a primeira vez que a CVM utiliza esse mecanismo para investigar uma empresa.

A Americanas não quis comentar o assunto.

Deixe seu comentário

Só para assinantes