Tesla não atinge estimativas de entrega com produção limitada

Por Akash Sriram

(Reuters) - A Tesla não alcançou estimativas do mercado para as entregas do terceiro trimestre, diante de atualização de fábricas para lançar uma versão mais recente do popular sedã Model 3, o que resultou na interrupção da produção.

Alguns analistas acreditam que as atualizações podem impulsionar as vendas no quarto trimestre, permitindo que a Tesla renove sua linha de modelos e possa competir melhor com as ofertas de rivais dos Estados Unidos, como a Ford, e com a chinesa BYD.

A entrega do sedã compacto Model 3 atualizado e com preço mais alto deve começar no quarto trimestre, enquanto um evento de lançamento do Cybertruck também está planejado para este ano.

A Tesla, que divulgará resultados trimestrais em 18 de outubro, entregou 435.059 veículos nos três meses até 30 de setembro, uma queda de quase 7% em relação ao trimestre anterior, mas manteve meta de vendas de 1,8 milhão de veículos este ano.

Uma pesquisa da LSEG com oito analistas estimou entregas de 459.949 veículos, sendo o mais baixo em 442.000 e o mais alto em 511.405.

A Tesla também tem reduzido preços de forma agressiva para contrabalançar o efeito de um mercado de veículos elétricos em desaceleração, ao mesmo tempo em que enfrenta a concorrência de novatos e empresas tradicionais.

No terceiro trimestre, a Tesla reduziu os preços de seus carros premium Model S e Model X em até 21% na China e nos EUA, seus principais mercados.

"Eles vão continuar pressionando seus concorrentes", disse Thomas Martin, gestor sênior de portfólio na Globalt Investments, que detém ações da Tesla, acrescentando que a empresa pode reduzir ainda mais os preços.

Deixe seu comentário

Só para assinantes