EXCLUSIVO-Diretor da Sigma Lithium renuncia em nova mudança de liderança; ações despencam

Por Fabio Teixeira

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O diretor de operações da Sigma Lithium, Brian Talbot, deixou a empresa no fim do mês passado, disse ele à Reuters nesta quinta-feira, o que fez com que as ações da mineradora com sede em Vancouver despencassem.

Talbot assumiu o cargo de COO no ano passado, supervisionando as operações na mina Grota do Cirilo, a principal da Sigma. Sua saída da Sigma, empresa que é vista como referência no setor de lítio em crescimento no Brasil, ocorre em meio a uma batalha legal entre o casal que comandou a empresa junto até o início deste ano.

Talbot disse que apresentou sua renúncia à Sigma no final de julho e que seu último dia na empresa foi sexta-feira, 29 de setembro. Ele não deu um motivo para sua saída.

As ações da Sigma caíam cerca de 10% por volta do meio-dia em Nova York.

A Sigma não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

Na semana passada, a Reuters informou que o processo de divórcio entre a atual CEO da Sigma, Ana Cabral-Gardner, e Calvyn Gardner, seu marido e ex-co-CEO, desencadeou várias ações judiciais, incluindo uma disputa sobre alguns dos direitos minerários onde a Sigma planeja desenvolver minas.

Na época, a Sigma disse à Reuters que a disputa não afetaria seus planos de expansão, pois afirmou que poderia desenvolver a área por meio de um "contrato de compartilhamento de material estéril". Também afirmou que os esforços para atrair um comprador para a Sigma não foram afetados.

Gardner deixou seu cargo de co-CEO em janeiro, e a Sigma anunciou um novo diretor financeiro em agosto.

Continua após a publicidade

(Por Fábio Teixeira)

Deixe seu comentário

Só para assinantes