Embaixador brasileiro na Cisjordânia espera que brasileiros possam deixar Gaza na segunda-feira

BRASÍLIA (Reuters) - O embaixador do Brasil na Cisjordânia, Alessandro Candeas, disse neste domingo esperar que os brasileiros que aguardam repatriação na Faixa de Gaza possam atravessar a fronteira para o Egito, em passagem próxima à cidade de Rafah, na segunda-feira.

Em entrevista à GloboNews, Candeas afirmou que a embaixada recebeu a informação de brasileiros que estão em Gaza de que "circulam rumores" de que a fronteira será aberta na segunda-feira, e também confirmou essa informação por outro canal.

O governo informou em nota neste domingo que um grupo de 28 pessoas -- 22 brasileiros e seis palestinos com residência no Brasil -- segue abrigado nas cidades de Rafah e Khan Yunis, no sul de Gaza, aguardando autorização para cruzar a fronteira.

O embaixador afirmou que a saída dos brasileiros depende da abertura da passagem para o Egito e também da autorização das autoridades de imigração, que precisam carimbar os passaportes dos brasileiros.

"No nível político tudo já está feito. É necessário apenas que, uma vez que seja aberta a fronteira, o funcionário que está ali, que vai receber os brasileiros, ele tenha a lista e autorize o ingresso. Esperamos que isso aconteça amanhã, essa é a nossa expectativa", disse Candeas.

O governo informou que, assim que o grupo puder cruzar para o Egito, eles serão trazidos ao Brasil em avião da Força Aérea Brasileira. Outros cinco voos de repatriação já foram feitos para trazer brasileiros e familiares de Israel.

(Por Isabel Versiani)

Deixe seu comentário

Só para assinantes