Wall St tomba e registra perdas na semana; temor ligado ao Oriente Médio cresce

Por Caroline Valetkevitch

NOVA YORK (Reuters) - Os principais índices acionários dos Estados Unidos encerraram em forte queda nesta sexta-feira, e acumularam perdas semanais, já que investidores se mostraram preocupados com potencial juros mais alto e com a expansão do conflito entre Israel e Hamas.

Os índices S&P 500 e Nasdaq caíram mais de 1% cada. Todos os 11 setores do S&P 500 terminaram em baixa, com tecnologia e financeiro entre os que mais pesaram.

Israel destruiu um distrito ao norte de Gaza, à medida que o conflito com o Hamas se intensifica.

"Geopoliticamente, com o fim de semana, os investidores são cautelosos e tiram dinheiro da mesa", disse Alan Lancz, presidente da Alan B. Lancz & Associates Inc, uma empresa de consultoria de investimentos em Toledo, Ohio.

O rendimento do Treasury de dez anos caía nesta sexta-feira, um dia depois de ultrapassar 5% pela primeira vez desde julho de 2007, na esteira dos comentários do chair do Federal Reserve, Jerome Powell.

Powell disse que a força da economia dos EUA e o mercado de trabalho apertado poderiam exigir condições de empréstimo mais rígidas para controlar a inflação.

O Dow Jones caiu 0,86%, para 33.127,28 pontos. O S&P 500 perdeu 1,26%, para 4.224,16 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq cedeu 1,53%, para 12.983,81 pontos.

Na semana, o Dow Jones caiu 1,6%, o S&P 500 cedeu 2,4% e o Nasdaq recuou 3,2%.

Continua após a publicidade

O índice de volatilidade CBOE fechou no nível mais alto desde 24 de março.

(Reportagem de Caroline Valetkavitch em Nova York; reportagem adicional de Shubham Batra e Shashwat Chauhan em Bengaluru)

Deixe seu comentário

Só para assinantes