Ações europeias sobem após corte de juros da Suíça e decisão do Banco da Inglaterra

Por Shashwat Chauhan e Jesus Calero e Shristi Achar A

(Reuters) - As ações europeias avançaram nesta quinta-feira uma vez que os mercados acompanharam o sentimento global positivo, com as ações britânicas, suíças e norueguesas no foco após as decisões de seus respectivos bancos centrais.

O índice pan-europeu STOXX 600 terminou em alta de 0,9%, atingindo a máxima em uma semana da semana, liderado por aumentos de 1,8% nas ações de tecnologia e de 1,7% no setor imobiliário.

A ASM International (ASMI), com alta de 5,3%, impulsionou o índice de tecnologia depois que o Morgan Stanley elevou a recomendação da fabricante de equipamentos de semicondutores de "equal-weight" para "overweight".

O sentimento global mostrou-se positivo depois que as ações dos EUA ampliaram seus ganhos com o apoio da fabricante de chips Nvidia, e com os investidores analisando as decisões sobre taxas de juros de três bancos centrais na Europa.

O índice referencial da Suíça ganhou quase 0,6% depois que o Banco Nacional Suíço cortou a taxa de juros em 25 pontos-base, para 1,25%, mantendo sua posição de líder no ciclo global de afrouxamento da política monetária.

"O corte surpresa nos juros, o segundo desde março, foi justificado por uma queda na inflação. Entretanto, essa medida foi projetada para impactar o mercado de câmbio", disse Kathleen Brooks, diretora de pesquisa da XTB.

"O risco é que uma moeda forte cause deflação e pese sobre as exportações."

O banco central da Noruega, por outro lado, optou por manter sua taxa básica de juros em 4,50%, a maior em 16 anos, e disse que um corte era esperado para 2025. As ações norueguesas subiram 0,4%.

Continua após a publicidade

O índice britânico FTSE 100 avançou 0,8% depois que o Banco da Inglaterra manteve sua taxa de juros, mas a perspectiva de um futuro corte ficou mais próxima, já que algumas autoridades disseram que seu pensamento estava agora "finamente equilibrado".

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,82%, a 8.272,46 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 1,03%, a 18.254,18 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 1,34%, a 7.671,34 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,37%, a 33.675,15 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,94%, a 11.160,50 pontos.

Continua após a publicidade

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 1,67%, a 6.650,92 pontos.

Deixe seu comentário

Só para assinantes