Chair do Fed diz que agirá "quando e como" for necessário, independentemente de eleições nos EUA

(Reuters) - O chair do Federal Reserve, Jerome Powell, disse nesta quarta-feira que o banco central dos Estados Unidos tomará decisões sobre a taxa básica de juros "quando e como elas precisarem ser tomadas", sem levar em consideração a próxima eleição presidencial.

Em resposta à pergunta de um parlamentar republicano sobre a possibilidade de o Fed reduzir os juros em sua reunião em meados de setembro, menos de dois meses antes do dia da eleição, Powell disse que "nosso compromisso é tomar decisões quando e como elas precisarem ser tomadas, com base nos dados, nos dados que estão chegando, na evolução das perspectivas e no equilíbrio dos riscos, e não em consideração a outros fatores, o que inclui fatores políticos".

"Nós tomaremos essas decisões", continuou Powell. "Temos um longo histórico de fazer isso, inclusive em anos eleitorais, e é esse o compromisso que vamos assumir. Tudo o que fizermos será muito bem fundamentado. Simplesmente não é apropriado entrarmos no negócio de pensar em ciclos eleitorais, de uma forma ou de outra."

Durante os dois dias de depoimento de Powell na Câmara dos Deputados e no Senado dos EUA, parlamentares republicanos perguntaram várias vezes se o Fed pretende reduzir os juros antes da eleição presidencial de 5 de novembro.

(Por Dan Burns)

Deixe seu comentário

Só para assinantes