Morgan Stanley eleva recomendação de Telefônica Brasil para "overweight"

(Reuters) - Analistas do Morgan Stanley elevaram a recomendação das ações da Telefônica Brasil, que opera sob a marca Vivo, para "overweight" ante "equal-weight", com preço-alvo de 11 dólares para os papéis listados nos Estados Unidos (ADRs), de acordo com relatório enviado a clientes nesta quinta-feira.

Cesar Medina e equipe citam que a decisão ocorreu após encontro da equipe do banco norte-americano com executivos da companhia de telecomunicações.

"Vemos agora um bom ponto de entrada", afirmaram, citando expectativa de melhora do fluxo de caixa livre à medida que a aceleração das receitas fixas aumenta a força contínua da divisão móvel. Também afirmaram que se trata de um negócio defensivo para navegar pelos ventos macro contrários do Brasil.

Em Nova York, os ADRs da Telefônica Brasil eram negociados em alta de 2,8% nesta tarde, a 8,985 dólares, enquanto na B3 as ações avançavam 3,18%, a 48,96 reais, entre os destaques positivos do Ibovespa, que subia 0,64%. No setor, TIM Brasil tinha elevação de 4,91%.

No acumulado do ano, os recibos de ações transacionados nos Estados Unidos recuam cerca de 16%, enquanto os papéis na bolsa paulista somam uma perda de 5,7%.

(Por Paula Arend Laier)

Deixe seu comentário

Só para assinantes