PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Trump abre distância dos rivais com vitórias em Mississipi e Michigan

09/03/2016 00h01

O empresário Donald Trump venceu as primárias no Mississipi e no Michigan e, com isso, se distanciou ainda mais dos adversários dentro do Partido Republicano.

A vitória no Mississipi era mais esperada, pois o sistema de prévias eleitorais naquele Estado permite a participação conjunta de eleitores democratas, republicanos e independentes. Trump está registrando votação mais alta entre pessoas que nunca participaram de prévias republicanas e, portanto, esse sistema de votação tende a favorecê-lo. Além disso, Mississipi fica no Sul, onde Trump já venceu prévias, como no Alabama, Arkansas, Geórgia, Kentucky, Louisiana, Carolina do Sul e Tennessee.

Já a vitória em Michigan, que foi estimada por três redes de televisão logo após o fechamento das urnas, aconteceu num Estado onde a perspectiva era de uma disputa mais intensa por ser localizado no Norte, onde o governador de Ohio, John Kasich, tem mais força e pelo fato de metade do eleitorado ser composto por cristãos evangélicos, que tenderiam a votar pelo senador Ted Cruz (Texas).

Mississipi dará 40 delegados e Michigan fornecerá 59 delegados à convenção de julho do Partido Republicano. Em ambos, os delegados serão distribuídos em nível proporcional à votação para cada candidato. Até 23h40 dessa terça-feira, a apuração final dos delegados ainda não havia sido concluída.

Antes desses estados, Trump tinha 384 delegados contra 300 de Cruz, 151 do senador Marco Rubio (Flórida) e 37 de Kasich. São necessários 1.237 delegados para ganhar a indicação.