Bovespa fecha em alta de 3,66% com fatores externos e cena política

Os mercados financeiros globais têm mais um dia positivo, o que ajuda em nova alta do Ibovespa. O cenário político também ajuda, como a notícia de que o PP deve deixar a base do governo e votar a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff. O PP seria a principal bancada de apoio do Palácio do Planalto na "repactuação" do governo planejada pela presidente.

No exterior, os investidores reduzem nesta terça-feira a exposição a títulos dos Estados Unidos, da Alemanha e do Reino Unido, referência de segurança, em uma sessão marcada por recuperação dos preços do petróleo e por aumento da exposição a risco, apesar de o Fundo Monetário Internacional (FMI) ter cortado a expectativa de crescimento econômico mundial - a quarta redução no espaço de um ano - para 3,2% em 2016, alertando para o risco de mergulho em direção à estagnação.

O Ibovespa fechou em alta de 3,66% aos 52.002 pontos. Entre as ações mais negociadas estavam CSN (+20,62%), Bradespar PN (+11,30%), Usiminas PNA (+11,17%), Vale PNA (+10,93%) e Vale ON (+10,43%)

As maiores baixas foram Qualicorp (-4%), OI ON (-2,17%), Cetip ON (-0,93%), MRV (-0,83%) e JBS ON (-0,76%).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos