Maranhão diz que não renuncia à presidência da Câmara

Pressionado a deixar o cargo, o presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), afirmou nesta sexta-feira que não vai renunciar.

Ao tentar evitar novamente a imprensa quando chegava para despachar em seu gabinete, o pepista continuou andando e, sem parar, resmungou que "não tem renúncia" e que "é preciso administrar o país". "Sem renúncia", disse.

O interino tem evitado entrevistas e não presidiu nenhuma sessão desde que assumiu no lugar de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afastado do cargo e do mandato por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Na quinta-feira, sequer apareceu na Casa e ficou em reuniões externas.

Maranhão perdeu o apoio da maioria dos líderes partidários ao tentar anular, com base em um recurso da Advocacia-Geral da União (AGU), a sessão que aprovou o impeachment de Dilma Rousseff no plenário da Casa. O Senado rejeitou o ato e Maranhão o revogou em seguida.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos