Bolsas

Câmbio

Sindicato de TI quer ir à Justiça contra limite em banda larga

O Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo (Sindpd) informou que planeja ingressar com uma ação na Justiça contra a decisão das operadoras de telecomunicações de limitar o volume de dados nos contratos de banda larga fixa.

Em meados de abril, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) proibiu por "tempo indeterminado" que as operadoras imponham limites ao acesso à internet fixa. O sindicato decidiu acompanhar a questão de perto, afirma, devido à sua importância tanto para o setor como para a população.

Na área de TI, um dos segmentos que seriam mais afetados é o de trabalho remotos. De acordo com pesquisa do Datafolha, encomendada pelo Sindpd, pelo menos 7% dos profissionais do setor trabalham a partir da própria casa no Estado de São Paulo.

O sindicato afirma ainda que a limitação no tráfego de dados pode trazer reflexos no desenvolvimento econômico do país e na formação acadêmica dos profissionais da área, que recorrem a cursos a distância e a outros meios on-line para sua qualificação.

O presidente do Sindpd, Antonio Neto, considera a decisão das operadoras um retrocesso. "Os trabalhadores precisam acompanhar de perto essa questão, porque é algo que interfere na vida pessoal e profissional de todos, além de ferir a política de inclusão digital no Brasil", afirma.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos