Bradesco Seguros ajusta marketing para levar Rio 2016 a 100 mil

Uma das mais operações mais ambiciosas de ativação de patrocínio dos Jogos Olímpicos, que o Rio de Janeiro sedia entre 5 e 21 de agosto, bateu em dois meses metade da meta traçada pelos executivos da Bradesco Seguros. Desde abril foram contabilizadas mais de 50 mil visitantes ao Museu Itinerante, o comboio de duas mega carretas que está percorrendo 30 mil quilômetros em todo o país, levando a 45 cidades um acervo histórico da mais antiga tradição em eventos esportivos do planeta.

"Nossa meta quando o projeto foi lançado era atingir 100 mil visitantes em todo o país. Já chegamos à metade da meta e ainda temos o período em que haverá mais visitação, quando as carretas ficarão no Rio de Janeiro, durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Então, devemos bater nossa meta", disse o diretor da Bradesco Seguros, Alexandre Nogueira.

A seguradora integra as empresas do grupo financeiro Bradesco que comprou uma das sete cotas que são patrocinadoras oficiais dos Jogos Rio 2016.

Outras empresas são patrocinadoras do Comitê Olímpico Internacional (COI), e há ainda 11 apoiadores oficiais do evento no Brasil.

Nenhuma empresa revela quanto pagou ao COI para associar marcas e produtos aos Jogos Rio 2016, mas executivos de agências de marketing esportivo estimam em valores que chegam a R$ 40 milhões.

Esse valor pode triplicar quando somados os gastos de ativação do patrocínio - ações de marketing e de mídia compradas pelos patrocinadores para dar visibilidade ao status de empresa oficial dos Jogos.

Nogueira disse que essa ação é a principal despesa de marketing da Bradesco Seguros esse ano. O executivo afirmou que a empresa conseguiu ajustar o orçamento de comunicação em 2016 ante o de 2015, transferindo para a ativação do patrocínio dos Jogos Rio 2016 parte de aportes que anualmente são feitos em outras ações.

A Bradesco Seguros, por exemplo, é investidora de ações como a ciclofaixa de lazer, em São Paulo, desde 2009, e do circuito da Longevidade de caminhada e corrida, um programa que tem 15 etapas de provas em diferentes cidades do país. "Fizemos algumas trocas", disse Nogueira.

Além do Museu Itinerante, a Bradesco Seguros lançou outras medidas de ativação do Rio 2016, como a campanha publicitária criada pela agência AlmapBBDO, com três comerciais, que foram assistidos por 30 milhões de internautas nas redes sociais.

No caso da Bradesco Seguros, o aporte para a ativação superou a média, dizem profissionais do setor - o diretor da Bradesco Seguros citou regras de compliance para justificar a não abertura de quanto gastou com os Jogos Rio 2016.

Isso porque a seguradora a operação de logística criada pela seguradora conta com quase quinhentas pessoas e equipamentos que transformaram o patrocínio do Rio 2016 em um verdadeiro tour nacional.

Duas carretas foram transformadas em museu itinerante. Cada uma leva cerca de cem peças, que apresentam a história dos Jogos, incluindo a relação entre o Brasil e as Olimpíadas.

Dividido em cinco seções - "História", "Esportes", "História Brasileira", "Curiosidades" e "Rio 2016" - o Museu Itinerante Se Prepara Brasil apresenta peças como as réplicas das medalhas de prata e bronze dos Jogos Olímpicos de Atenas, em 1896, a carta do Barão de Coubertin, criador dos Jogos Olímpicos da Era Moderna, diferentes tochas Olímpicas, além de imagens de atletas brasileiros e internacionais, entre elas a equipe de tiro do Brasil nos Jogos da Antuérpia, em 1920, primeira vez que o país disputou o evento esportivo.

A iniciativa teve concepção do Grupo de Ativações e Experiências Live (Gael) e curadoria da Base7 Projetos Culturais.

Quando chegou a São Paulo, no último dia 12 de junho, os dois museus intinerantes já tinham recebido mais de 40 mil pessoas. Outras 12 mil visitaram o projeto na região metropolitana de São Paulo.

E a estrutura segue ainda para o interior dos estados paulista e mineiro, passando depois por Belo Horizonte, antes de chegar ao Rio, em 5 de agosto, data em que acontece a abertura do evento.

"Nossa ideia é levar as Olimpíadas a quem não pode ir ao Rio", disse Nogueira. "Ao mesmo tempo, levamos nossa marca a todo o Brasil, buscando atrair para a marca os atributos positivos que os Jogos têm", apontou o diretor da Bradesco Seguros.

"Houve um reforço nosso na mídia, que já tínhamos, explorando o mote da preparação. Assim como o atleta precisa se preparar para as Olimpíadas, as pessoas precisam se preparar. Isso ajuda a nos diferenciar porque os valores Olímpicos são valores otimistas", disse o executivo, comentando o valor dessa propriedade em um momento em que o Brasuil atravessa crises econômica, política e de valores.

Nogueira disse que pesquisas feitas pela seguradora mostraram que 90% dos visitantes do museu têm uma visão otimista dos Jogos, e que 67% dos entrevistados entendem que patrocinar o Rio 2016 é positivo para a empresa.

A Bradesco é também a seguradora oficial dos Jogos Olímpicos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos