Itaú diz ter sido vítima de conselheiro do Carf

O Itaú Unibanco divulgou nesta quinta-feira nota informando ter sido vítima de "conduta inadequada" de um conselheiro do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) que tentou vender seu voto a representantes do banco.

A Polícia Federal prendeu o conselheiro na noite de ontem, mas não revelou seu nome nem se a detenção é temporária ou preventiva. A operação foi deflagrada a partir de denúncia do próprio Itaú.

"Esclarecemos que o Itaú Unibanco foi vítima de conduta inadequada de conselheiro do Carf, que solicitou vantagens para nos beneficiar em julgamento de caso de nosso interesse", afirmou o banco em nota divulgada à imprensa.

"Dados os princípios éticos e de transparência que norteiam nossa atuação, voluntariamente reportamos os fatos às autoridades competentes, que passaram a monitorar as atividades do conselheiro, culminando em sua prisão no dia de ontem."

A prisão faz parte da Operação Quatro Mãos, decorrentes da Zelotes. A nova operação também apura esquema de corrupção no Carf.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos