Bolsas

Câmbio

Dólar acelera queda ante real e sai na casa de R$ 3,30

O dólar comercial abriu em baixa e acelerou a queda depois dos dados sobre o mercado de trabalho dos Estados Unidos, que ofereceram alívio às preocupações quanto ao crescimento econômico do país.

Em junho, os EUA geraram, em termos líquidos, 287 mil postos de trabalho, bem acima da previsão de alguns analistas. É o número mais forte em oito meses. A taxa de desemprego subiu para 4,9%, indicando que mais pessoas estão buscando trabalho, sinal de maior confiança. Mas os salários avançaram menos que o esperado, o que afasta preocupações com inflação e, portanto, freia aumento de apostas de alta do juro americano.

Às 9h52, o dólar comercial caía 1,69%, a R$ 3,3080, após recuar a R$ 3,3059 na mínima. O dólar para agosto cedia 1,67%, a R$ 3,3350.

No exterior, o dólar ampliou a queda ante o rand sul-africano e ao peso mexicano.

O real de longe lidera as altas hoje. Os ganhos da moeda brasileira são turbinados por maior confiança no ajuste fiscal após o governo ter anunciado ontem uma projeção de déficit fiscal para 2017 menor que a deste ano, o que aliviou receios quanto a um enfraquecimento do esforço para a correção das contas públicas.

A ausência do Banco Central (BC) do mercado após cinco pregões seguidos ofertando swaps cambiais reversos também ajuda a ampliar as vendas de dólares no Brasil.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos