Bolsas

Câmbio

Greve de técnicos não prejudicou serviços essenciais, informa BC

O Banco Central (BC) informou que a paralisação dos seus técnicos, que começou nesta segunda-feira e se repete amanhã, não comprometeu os serviços essenciais do órgão.

Os técnicos promovem a parada para pressionar pelo encaminhamento de projeto que trata da modernização da carreira. Uma demanda antiga da categoria é a exigência de diploma para a carreira de técnico.

O pleito estava no texto do Projeto de Lei da Câmara (PLC) 36/2016, que trata do reajuste de algumas carreiras do funcionalismo público, mas foi retirado via emenda na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). O texto será avaliado nesta terça-feira na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE). Se as emendas forem mantidas, terá de voltar a ser apreciado na Câmara dos Deputados.

De acordo com o Sindicato Nacional dos Técnicos do Banco Central (SinTBacen), os servidores cobram que o governo garanta aprovação do projeto na íntegra. Segundo nota do sindicato, o aumento da complexidade das funções ao longo dos anos decorrente da ampliação dos desafios impostos à organização é o principal motivador do pleito pela mudança no critério de acesso ao cargo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos