Bolsas

Câmbio

Volume de serviços cai 0,1% entre abril e maio, aponta IBGE

O volume de serviços prestados no país teve queda de 0,1% em maio, ante abril, feitos os ajustes sazonais, de acordo com a pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foi a primeira vez que o instituto divulga dados da série com ajuste sazonal. Na comparação com maio de 2015, houve queda de 6,1%, a maior para o mês desde 2012, início do levantamento, e a 14º taxa negativa consecutiva nesse tipo de confronto.

Nos cinco primeiros meses de 2016, o volume dos serviços acumulou baixa de 5,1%. No últimos 12 meses, o recuo foi de 4,8%

O segmento de informação e comunicação foi o principal impacto negativo no resultado mensal do setor em maio, com queda de 0,2%. É a segunda queda consecutiva da atividade, que responde por 35% do setor de serviços. Em maio, na série com ajuste sazonal, foi a única com resultado negativo.

Pelo segundo mês seguido os serviços prestados às famílias tiveram variação nula. Na comparação com maio do ano passado, porém, a queda chegou a 7%. São 24 taxas negativas nesse tipo de comparação.

Pelo lado positivo, ficaram os serviços profissionais, administrativos e complementares, com alta de 0,7%%, e da atividade de transportes, serviços auxiliares de transportes e correio, com avanço de 0,5%. O grupo que engloba outros serviços cresceu 1,2% entre abril e maio.

Na comparação com maio de 2015, todas as cinco atividades apresentaram retração.

O IBGE informou ainda que a receita nominal aumentou 0,4% entre abril e maio e recuou 0,7% contra igual mês do ano passado. A receita dos serviços acumula alta de 0,2% no ano até maio e de 0,4% nos últimos 12 meses.

Em maio, 12 unidades da federação apresentaram variações negativas de volume de serviços. Considerando o comparativo com o quinto mês de 2015, somente duas unidades da federação tiveram avanços: Ceará (1,5%) e Tocantins (0,8%).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos