PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Boeing estima 2,1 milhões de novas vagas na aviação até 2035

25/07/2016 18h16

A aviação comercial vai abrir 2,1 milhões de novas vagas para pilotos, técnicos, engenheiros e tripulantes de aeronaves nos próximos vinte anos, apontou estudo divulgado nesta segunda-feira pela Boeing.

O levantamento estima que as companhias aéreas de todo o mundo vão demandar, de 2016 a 2035, cerca de 617 mil novos pilotos, além de 679 mil técnicos e engenheiros de manutenção e outros 814 mil profissionais para tripulação em voos, como comissários.

Esses números representam um incremento de 10,5% para novos pilotos em relação à projeção feita em 2015 e de 11,3% no universo de técnicos para manutenção.

Na América Latina, a abertura de vagas totaliza 51 mil posições para pilotos, 50 mil para técnicos e engenheiros de manutenção, além de 51 mil de tripulantes.

No mundo, a média anual de contratações vai atingir 31 mil novos pilotos, 53 mil novos técnicos e outros 40 mil tripulantes.

Segundo a Associação Internacional do Transporte Aéreo (Iata), que representa as 260 maiores empresas de aviação do mundo, as companhias aéreas empregam cerca de 2,6 milhões de pessoas no mundo.

PUBLICIDADE