Bolsas

Câmbio

Após forte queda de terça, mercado de juros futuros tem dia de ajustes

Os juros futuros fizeram uma pausa no movimento de forte queda de ontem, depois de ter acomodado nos preços a aposta de que o ciclo de alívio monetário vai começar em outubro. A probabilidade de a redução ser de 0,25 ponto permaneceu como preponderante, mas agentes não descartam uma baixa mais intensa, de 0,5 ponto, a depender da evolução da agenda fiscal.

Os juros mais longos acabaram cedendo no fim da tarde, seguindo a melhora de humor global provocada pela notícia sobre o acordo da Opep para limitar a produção de petróleo, o que não era esperado pelo mercado.

Já os contratos de curto e médio prazo terminaram o dia praticamente estáveis, evitando grandes movimentos após o rali de terça, provocado pela leitura do relatório de inflação. As projeções de inflação no cenário de referência do Banco Central - de 4,4% para 2017 e 3,8% para 2018 - são o principal argumento para essa mudança de posição do mercado.

Na BM&F, o DI janeiro/2021 fechou com taxa de 11,51%, ante 11,58% ontem; o DI janeiro/2019 era negociado a 11,598%, ante 11,56% ontem; e o DI janeiro/2018 oscilava de 12,15% para 12,16%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos