Dólar é negociado em baixa e está na casa de R$ 3,21

O dólar comercial é negociado em baixa desde a abertura - às 9h51, a moeda americana estava cotada a R$ 3,21, com baixa de 0,67%. O ambiente externo mais positivo, após alívio nos receios sobre a eleição americana, é um dos elementos que influenciam as operações.

A volta do apetite global por risco se dá após o FBI manter avaliação de que não há motivo para acusar a candidata democrata à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton, no caso do uso de e-mails privados contendo informações de conteúdo nacional.

A apenas um dia das eleições, a notícia ameniza temores de vitória do candidato republicano, Donald Trump, que para os mercados poderia trazer incertezas, abater a confiança e prejudicar a economia.

O dólar sofre a maior queda em três semanas frente às principais moedas emergentes.

O Valor informa hoje que o governo brasileiro não chegou a fazer plano de contingência em caso de surpresa com uma vitória de Donald Trump nos EUA. Por outro lado, uma alta fonte do governo lembra que o Banco Central possui reservas cambiais suficientes para lidar com possíveis eventos, seja fazendo leilões de linhas de crédito ou retomando as operações de swap cambial tradicional (venda de dólar no mercado futuro).

Hoje, o BC realiza oferta de 5 mil contratos de swap cambial reverso (compra de dólar no mercado futuro).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos