Bolsas

Câmbio

BC reduz projeção de inflação para 2016 de 7,3% para 6,5%

A inflação anual medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve fechar 2016 em 6,5%, recuar para 4,4% em 2017 e ficar em 3,8% em 2018. Essa é a trajetória no cenário de referência do Banco Central (BC), que considera a taxa básica de juros em 13,75% ao ano e câmbio de R$ 3,40 ao longo do período analisado.

As projeções foram divulgadas nesta quinta-feira no Relatório Trimestral de Inflação (RTI), que tem data de corte em 9 de dezembro.

A projeção anterior para 2016 era de 7,3%. Para 2017, a projeção ficou em 4,4%, mesma taxa apontada no relatório de setembro.

A queda do IPCA em 2017 será gradual, com a inflação marcando 5,4% no primeiro trimestre do ano que vem, 4,5% no segundo e 3,9% no terceiro. Em setembro, as projeções eram de 6,2% no primeiro trimestre de 2017m, 5,2% no segundo e 4,5% no terceiro.

Para o quarto trimestre de 2018, a projeção é de 3,6%. Para o primeiro trimestre daquele ano, a projeção permaneceu em 4,2%, para o segundo trimestre saiu de 4% para 3,8% e, para o terceiro quarto do ano, saiu de 4% para 3,7%.

Cenário de mercado

Pelo cenário de mercado, a inflação anual pelo IPCA deve se situar em 6,5% no fim de 2016 e marcar 4,7% no encerramento de 2017. Para 2018, a inflação estimada é de 4,5%. Esse cenário considera taxa de câmbio de R$ 3,39 e juros de 13,75% no último trimestre deste ano. Já nos últimos três meses de 2017, a projeção é de dólar valendo R$ 3,45 e juros de 10,5%. No último trimestre de 2018, a expectativa de mercado é de um dólar a R$ 3,50 e Selic de 10%.

Em setembro, as projeções eram de um aumento do IPCA de 7,3% no fim de 2016, recuando para 4,9% no encerramento de 2017 e cedendo para 4,6% em 2018. O BC considerou, na ocasião, que as projeções dos agentes econômicos indicavam uma taxa de câmbio média de R$ 3,28 no fim de 2016, de R$ 3,45 no fim 2017 e de R$ 3,58 em 2018, com juro de médio de 14,08%, 11% e 10,5%, respectivamente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos