Bolsas

Câmbio

Pedidos de recuperação judicial batem recorde em 2016, nota Serasa

O número de empresas que pediu recuperação judicial foi recorde em 2016: 1.863, aumento de 44,8% ante 2015, segundo dados divulgados nesta terça-feira pela Serasa Experian. É o maior resultado desde a entrada em vigor da Nova Lei de Falências, em junho de 2005. Em 2015, foram 1.287 ocorrências e, em 2014, 828.

Apenas em dezembro, houve alta de 22,9% nos pedidos de recuperação, para 145, ante 118 em novembro. Na comparação com dezembro de 2015 houve queda de 3,3%.

A recessão econômica prejudicou a geração de caixa das empresas, que também se depararam com o crédito caro e escasso, diz o birô de crédito.

As micro e pequenas empresas lideraram a lista de recuperação judicial em 2016, com 1.134 pedidos, seguidas pelas médias (470) e pelas grandes empresas (259).

Falências

Quanto aos pedidos de falência, houve 1.852 solicitações em 2016, aumento de 3,9% em relação aos 1.783 feitos em 2015. É o maior número em quatro anos.

Dos 1.852 requerimentos de falência, 994 foram de micro e pequenas empresas, 426 de médias e 412 de grandes.

Apenas em dezembro, os pedidos de falência subiram 18,8%, para 134, ante 165 em novembro). Já na comparação com dezembro de 2015 a alta foi de 3,9%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos