Bolsas

Câmbio

Fitch rebaixa rating nacional da Cemig e mantém perspectiva negativa

A agência de classificação de risco Fitch Ratings rebaixou nesta quinta feira, de "A(bra)" para "BBB(bra)", os ratings nacionais de longo prazo da Companhia Energética de Minas Gerais e das subsidiárias Cemig Distribuição (Cemig D) e Cemig Geração e Transmissão (Cemig GT). A perspectiva dos ratings continua negativa.


Segundo a Fitch, o rebaixamento reflete o enfraquecimento do perfil de crédito consolidado da Cemig, tendo em vista seu perfil de liquidez pressionado nos próximos anos e a expectativa de menor geração operacional de caixa no segmento de geração.


A agência acredita que a alavancagem financeira líquida consolidada, calculada segundo critérios próprios, permanecerá acima de 4 vezes até 2020, e que a redução somente será possível a partir de alienações de ativos "em volumes substanciais".


A perspectiva negativa reflete os desafios da Cemig para equacionar os elevados vencimentos financeiros previstos. Segundo cálculos da Fitch, as obrigações financeiras do grupo em 2017 e 2018, distribuídas entre Cemig GT, Cemig D e a holding, somadas aos investimentos projetados e descontados do caixa e da geração operacional de caixa prevista no período, devem exigir um volume de captações de R$ 8 bilhões a R$ 9 bilhões até o final de 2018.


O valor das obrigações a vencer inclui R$ 1,2 bilhão da opção de venda existente no FIP Parati, veículo de investimentos na Light, que foi exercida contra a Cemig.A Fitch entende que a Cemig ainda possui alternativas de captação de recursos para atender a esta necessidade, mesmo que a custos financeiros mais elevados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos