IPC-Fipe termina fevereiro com deflação de 0,08%

O Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe) registrou queda de 0,08% no fim de fevereiro, após deflação de 0,05% na terceira quadrissemana do mês. Em janeiro, o indicador tinha subido 0,32%.


Com o resultado, o IPC-Fipe acumula alta de 0,24% no ano e de 4,43% em 12 meses.


Quatro das sete classes de despesas do indicador registraram deflação na última apuração de fevereiro.O grupo Alimentação foi o que mais influenciou a retração do IPC-Fipe ao sair de baixa de 0,61% para recuo de 0,69%. Ele teve impacto negativo de 0,17 ponto percentual na formação do índice. Transportes passaram de decréscimo de 0,08% para queda de 0,17% e tirou outro 0,025 ponto do IPC-Fipe. Despesas pessoais também aprofundaram a deflação, de 0,02% para 0,13% da terceira para a quarta quadrissemana e contribuíram com -0,018 ponto. Vestuário amenizou a queda, de 0,48% para 0,42%, mas ainda assim tirou 0,028 ponto do IPC.


Houve abrandamento no ritmo de alta em Educação (1,86% para 0,13%) e Saúde (de 0,81% para 0,69%). Habitação avançou mais, de 0,13% para 0,36%.


O IPC-Fipe mede a inflação para famílias com renda de até dez salários mínimos que vivem na cidade de São Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos