Bolsas

Câmbio

Dólar fecha em alta com BC no radar do mercado

O dólar fechou em alta ante ao real nesta segunda-feira, mostrando mais vigor aqui do que contra outras divisas emergentes. A ausência de notícias positivas de maior peso e alguma "resistência" do mercado a se manter na ponta de venda com a cotação perto de R$ 3,10 ajudaram a sustentar a moeda americana em leve ganho.


O dólar interbancário subiu 0,40%, a R$ 3,1259. O dólar para abril tinha alta de 0,32%, a R$ 3,1515.


Na mínima da sessão, a taxa à vista foi a R$ 3,1006, queda de 0,41%.


"Sem dúvida é um nível que trava vendas, ainda mais considerando que o BC deve deixar novamente vencer uma parcela de swaps", diz, referindo-se ao lote de swaps cambiais a expirar no começo de abril, que totaliza US$ 9,711 bilhões.


O real tem registrando um desempenho mais fraco que seus pares desde meados de fevereiro. Foi nesse período que o mercado passou a embutir nos preços maior receio em torno da retirada de um volume importante de liquidez devido às rolagens parciais de swaps cambiais pelo Banco Central.


No começo de março, o BC liquidou o vencimento do equivalente a US$ 4,6 bilhões em swaps cambiais. Na prática, a liquidação representou uma retirada de liquidez em igual montante. Foi o maior enxugamento em um único mês desde outubro.


Em nota, a XP Investimentos diz trabalhar com um cenário-base em que o dólar oscila entre R$ 3,10 e R$ 3,40 nos próximos seis meses. No cenário otimista, a taxa de câmbio fica entre R$ 2,90 e R$ 3,15, enquanto num quadro pessimista a moeda americana variaria entre R$ 3,30 e R$ 3,70.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos