Meirelles: Argumento de que Previdência é superavitária não procede

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta terça-feira, em reunião com deputados do PSB, que há um "mito" de que a Previdência Social é superavitária e que esse argumento não é correto.


"Existe argumento muito difundido, de que todas as receitas vinculadas à seguridade social, menos as despesas, dá um superávit. O argumento aqui é o seguinte: não há, na verdade, déficit da previdência. Esse argumento não procede, não é correto", afirmou.


Segundo o ministro, esse argumento considera todas as receitas da seguridade social, mas coloca na conta apenas os gastos com previdência. "Nesse caso, aí sim, teria superávit. O problema é que tem todas as demais despesas da seguridade. E aí, na verdade, o déficit é de R$ 180 bilhões", disse.


O ministro, que vem se reunindo com deputados, afirmou que o país precisa tomar cuidado para não repetir o problema verificado em alguns Estados, em que as despesas cresceram tanto que não há dinheiro suficiente para pagar salários.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos