Bolsas

Câmbio

Índice de Preços ao Produtor tem deflação de 0,43% em fevereiro

O Índice de Preços ao Produtor (IPP) caiu 0,43% em fevereiro, depois de subir 0,30% no primeiro mês de 2017, mostrou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É a menor taxa desde julho de 2015, quando o indicador teve retração de 0,57%. Em fevereiro de 2016, o IPP havia recuado 0,63%.


O IPP mede a variação dos preços dos produtos na porta de fábrica, sem impostos e fretes, na indústria de transformação e extrativa.


No primeiro bimestre de 2017, o índice recuou 0,13%. Em 12 meses, houve alta de 1,54%.


O grupo alimentos foi a principal influência negativa para o IPP em fevereiro, ao registrar decréscimo de 1,31% e retirar 0,27 ponto percentual do indicador. Outras influências foram as indústrias extrativas, que tiveram recuo de 5,06% e tiraram 0,19 ponto. Foi a atividade com maior queda em termos percentuais no mês. Refino de petróleo e produtos de álcool declinaram 1,28% e retiraram 0,14 ponto do IPP.


Outras quedas expressivas em fevereiro ocorreram em impressão (-2,29%), fumo (-2,01%), outros transportes (-1,96%) e derivados de petróleo e biocombustíveis (-1,28%).


No conjunto da indústria de transformação, os preços caíram 0,26% em fevereiro, após aumento de 0,28% um mês antes.


Entre as categorias econômicas, houve queda de 0,30% em bens de capital; baixa de 0,36% em bens intermediários; e declínio de 0,58% em bens de consumo, sendo que bens de consumo duráveis ficaram estáveis e bens de consumo semiduráveis e não duráveis diminuíram 0,76%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos