Produção industrial deve voltar a subir no primeiro trimestre, diz FGV

A produção industrial deve voltar ao campo positivo no primeiro trimestre de 2017, depois de ter recuado 0,9% entre o terceiro e o quarto trimestre de 2016, avaliou Aloisio Campelo, superintendente de estatísticas públicas do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre-FGV).


"Isso está garantido pelo carregamento estatístico e a sondagem também está sinalizando alta", disse Campelo, referindo-se a dados da Sondagem da Indústria de Transformação, divulgada nesta quarta-feira, como a diminuição da capacidade ociosa nas fábricas e a melhora da percepção do empresariado sobre a situação atual dos negócios.


Entre fevereiro e março, o Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) medido pela FGV aumentou 0,1 ponto, para 74,4%, patamar, contudo, ainda abaixo da média histórica da pesquisa, de 78,9%. Entre as quatro categorias de uso pesquisadas, duas elevaram o nível de utilização sobre o mês anterior: bens de capital (67,2% para 68,3%) e bens de consumo não duráveis (77,4% para 79%).


O Nuci ainda está baixo em termos históricos, mas teve seu pior momento no fim de 2016, observou Campelo. Em dezembro de 2016, o indicador ficou em 72,9%, mínimo histórico da sondagem. Na passagem do quarto trimestre de 2016 para o primeiro deste calendário, o Nuci médio da indústria de transformação subiu 1 ponto, o que, de acordo com o economista, indica que a produção também deve subir em igual comparação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos