Bolsas

Câmbio

Dívida global alcança recorde de 325% do PIB mundial em 2016, diz IIF

A dívida global de todos os setores da economia, como famílias, governos, instituições financeiras e companhias não-financeiras, subiu em US$ 70 trilhões na década terminada em 2016 para um nível recorde de US$ 215 trilhões no total, ou seja, 325% do PIB mundial, segundo relatório do Institute of International Finance (IIF) divulgado hoje.


Os mercados maduros ainda contribuem com a maior parcela da dívida global, de US$ 160 trilhões ou 390% do PIB desse grupo. Mas a subida na década entre 2006 e 2016 foi relativamente modesta, de US$ 32 trilhões, apontou o IIF. A elevação foi liderada pelo setor público, enquanto as famílias e o setor financeiro reduziram a alavancagem, marcadamente após a crise financeira de 2008.


Em contraste, os mercados emergentes subiram fortemente os níveis das dívidas para acima de US$ 55 trilhões ou 215% do PIB dos emergentes. Na década passada, os países emergentes fizeram US$ 40 trilhões em dívida nova, contra um ritmo de apenas US$ 9 trilhões em dívida nova na década entre 1996 e 2006.


A dívida nos mercados domésticos que corresponde a 185% do PIB dos países emergentes pesquisados ou US$ 48,5 trilhões. As dívidas em moedas estrangeiras representam 30% do PIB desse grupo ou cerca de US$ 6,5 trilhões.


As companhias não financeiras lideraram a elevação, com emissões, na maioria dos casos, nos mercados domésticos, segundo relatório do IIF, como alta de 68% no total da dívida do setor.


Até o fim de 2017, haverá o vencimento de cerca de US$ 1,1 trilhão da dívida nos mercados emergentes (bônus e empréstimos sindicalizados). Nesse montante, estão incluídos US$ 860bilhões em bônus e US$ 250 bilhões em empréstimos sindicalizados.


Amortizações denominadas em dólar representam 20% do total, segundo o IIF. Os países com maior peso nos resgates futuros neste ano abrangem a China, com US$ 40 bilhões, e a Rússia, que tem US$ 20 bilhões em dívidas a vencer, conforme relatório do IIF.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos