Bolsas

Câmbio

Cautela predomina e Ibovespa fecha em leve alta

A cautela predominou em mais um pregão do mercado de ações. O Ibovespa fechou com leve alta de 0,09% aos 64.650 pontos, com giro financeiro de R$ 5,9 bilhões. A precaução ocorre porque a semana é mais curta, devido ao feriado na sexta-feira, e também pela atenção ao desenrolar da crise geopolítica no Oriente Médio e às negociações em torno do projeto final da reforma da Previdência Social.


Em uma semana de agenda esvaziada, duas notícias movimentaram o mercado de ações, hoje. A primeira foi a de que a agência de classificação de risco Moody?s elevou o rating da Petrobras. A segunda informação positiva para o mercado financeiro foi a de que o Conselho Monetário Nacional (CMN) avaliará a possibilidade de alterar o centro da meta de inflação para 2019.


A Moody?s elevou o rating da Petrobras de 'B2' para 'B1' e a perspectiva de estável para positiva da Petrobras. A melhora da nota reflete o menor risco de liquidez e também perspectiva de menor alavancagem da empresa. As ações preferenciais da Petrobras subiram após a notícia e fecharam com alta de 1,63%. Os papéis ordinários tiveram alta de 1,69%. A alta do petróleo no mercado internacional também contribuiu para a valorização das ações. Os contratos futuros de petróleo WTI fecharam com alta de 1,61% a US$ 53,08 o barril.


Como juntas as duas ações respondem por quase 10% da composição do Ibovespa, o movimento positivo ajudou a diminuir as perdas do índice, que chegou a cair 0,74% durante o dia. "Foi um movimento positivo porque apesar do giro fraco o Ibovespa tentou se sustentar no terreno positivo", diz Raphael Figueredo, analista da Clear Corretora.


No caso do CMN, a possibilidade de reavaliação da meta de inflação criou a perspectiva positiva de continuidade do afrouxamento monetário. "O que é muito favorável para o mercado de ações", diz Figueredo. O Palácio do Planalto informou, por meio de nota, que o presidente Michel Temer tem acompanhado a queda das projeções de inflação para 2017 e 2018. Diante desse cenário, a reunião de junho do CMN avaliará a possibilidade de alteração do centro da meta de inflação para 2019.


O analista também lembra que apesar da semana mais curta devido ao feriado na sexta-feira, o vencimento de opções sobre o Ibovespa, na quarta-feira, traz volatilidade ao mercado de ações. No mesmo dia, o Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central define a taxa básica de juros da economia. As apostas são de um corte de juros de um ponto percentual, para 11,25% ao ano.


Entre as ações mais negociadas, os papéis da Vale fecharam com comportamentos distintos. Os papéis PNA subiram 0,07% e as ações ordinárias tiveram baixa de 0,41%. Entre os papéis que compõem o sistema financeiro, o destaque de alta ficou com a ação preferencial do Bradesco, que subiu 0,63%. As ações do Itaú Unibanco tiveram queda de 0,18%. O banco venceu uma disputa de R$ 22,924 bilhões que travava com a Receita Federal no Carf (Conselho de Administração de Recursos Fiscais). A Fazenda Nacional ainda pode recorrer da decisão.


Fora do Ibovespa, as ações da Gol subiram 5% com a notícia de que o governo pretende anunciar amanhã o fim do limite ao capital estrangeiro nas companhias aéreas. A iniciativa consta da medida provisória com estímulos ao setor de turismo, que deve ser assinada hoje pelo presidente Michel Temer e publicada na edição de amanhã no Diário Oficial da União (DOU).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos