Dólar ronda R$ 3,14 em meio a cautela com reforma da Previdência

O dólar comercial ronda o nível de R$ 3,14 nesta terça-feira. Em patamar próximo ao valor de fechamento ontem, a divisa americana não firma uma direção clara em meio a cautela nas mesas de operação com a reforma da Previdência.


Para operadores, até que alguma novidade seja informada na frente fiscal, é possível que o dólar se distancie pouco da estabilidade. A preocupação é que o texto traga mudanças e enfraqueça o efeito para o ajuste de contas públicas.


Às 10h57, o dólar comercial subia 0,13%, cotado a R$ 3,1423, com máxima em R$ 3,1433. Mais cedo, a moeda chegou a cair até R$ 3,1248, num movimento semelhante a do exterior.


No mercado futuro, o dólar para maio subia 0,24%, a R$ 3,1530, tendo oscilado entre R$ 3,1550 e R$ 3,1375.


Os agentes financeiros também chamam atenção - com alguma pressão de queda no dólar - para a estreia na bolsa de valores da companhia aérea Azul, com suas ações preferenciais valendo R$ 21. O valor corresponde ao preço médio da faixa que a Azul buscava alcançar, que ia de R$ 19 a R$ 23.


O IPO (sigla em inglês para oferta inicial de ações) da Azul movimentou R$ 2,02 bilhões, sendo que R$ 1,323 bilhão foi de recursos novos, que vão para o caixa da companhia. Outros R$ 698 milhões vão para acionistas da empresa que decidiram vender, pelo menos parcialmente, suas posições.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos