Bolsas

Câmbio

Indústria paulista contrata 9,5 mil em março, aponta Fiesp

A indústria paulista abriu 9,5 mil postos de trabalho em março, aumento de 0,45% ante fevereiro, na série sem ajuste. Quando se desconta a sazonalidade, houve queda de 0,12%.


No trimestre, foram gerados 13,5 mil empregos, conforme a Pesquisa de Nível de Emprego do Estado de São Paulo, feita pelo Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) da Fiesp. Na comparação com março de 2016, houve queda no nível de emprego, de 4,78%.


"O resultado positivo de março mais que compensou a queda verificada em fevereiro. Essas oscilações são normais e mostram que o emprego tende a se estabilizar", avalia Guilherme Moreira, gerente do Depecon.


O resultado positivo foi puxado, especialmente, pelas contratações sazonais do setor sucroalcooleiro, por causa da safra do açúcar. Esse segmento respondeu por 7,9 mil dos 9,5 mil postos de trabalho abertos no período.


Dos 22 setores acompanhados, oito contrataram mais do que demitiram no período, 12 cortaram vagas e dois permaneceram estáveis. Entre os segmentos que mais cortaram vagas estão os de produtos diversos, com 1.117 empregos a menos, produtos de metal (-1.101) e máquinas e equipamentos (-857).


Entre as 36 diretorias regionais consideradas pela Fiesp, 16 elevaram o nível de emprego, 16 reduziram a 7 permaneceram estáveis. Piracicaba, Jaú e Limeira foram as localidades que mais admitiram em março, com alta de 3,13%, 2,98% e 2,56% no nível de emprego em relação a fevereiro, nessa ordem. Os resultados mais negativos foram aferidos em Botucatu (-1,58%) e Santa Bárbara do Oeste (-1,54%), ambos influenciados pelo setor de produtos de metal.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos