Bolsas

Câmbio

United: Lucro desaba e aérea volta a pedir perdão por violência em voo

A United Airlines, terceira maior companhia aérea dos Estados Unidos, teve queda de 69% no lucro líquido no primeiro trimestre deste ano ante igual período de 2016, reportando ganho de US$ 96 milhões ante US$ 313 milhões um ano antes.


Na mesma base de comparação, a receita operacional aumentou 2,7% para US$ 8,42 bilhões, enquanto as despesas cresceram 7,9% a US$ 8,142 bilhões, determinando um lucro operacional de US$ 278 milhões, 57% inferior ao de um ano antes.


Na semana passada, a United foi protagonista de um caso de repercussão mundial, em que um passageiro foi retirado à força de um avião, o que foi filmado e cujas imagens ganharam as redes sociais.


Após a publicação do balanço, o presidente da United, Oscar Munoz, voltou a admitir que o caso foi "humilhante" e assumiu toda a responsabilidade. "O incidente que ocorreu a bordo do voo 3411 foi uma experiência humilhante, e eu assumo total responsabilidade. Estamos dedicados a estabelecer o padrão de atendimento ao cliente, elevar a experiência de nossos clientes, desde a reserva até a reivindicação de bagagem", prometeu.


Entre janeiro e março deste ano, a United transportou 33,1 milhões de passageiros, 3,2% mais que em igual período de 2016.


A United é minoritária, no Brasil, da Azul, e negocia com a panamenha Copa Airlines uma sociedade que envolve capital e parcerias comerciais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos