Bolsas

Câmbio

Natura decide retirar marca Tez das farmácias; ação cai após balanço

A Natura está em processo de retirada da linha de produtos de cuidado para o rosto Tez das farmácias Raia Drogasil. As vendas foram iniciadas no fim de outubro de 2016.


Segundo Andrea Alvares, vice-presidente de marketing da Natura, o período de testes não rendeu os resultados esperados.


A marca Faces, de maquiagem, no entanto, deve ter sua presença ampliada na Raia Drogasil. "Estamos muito felizes com o resultado inicial de Faces, na venda direta e nas farmácias", diz Andrea.


A linha Faces foi relançada em fevereiro, renovando as embalagens e ampliando o portfólio com produtos 2 em 1 e combináveis entre si. A campanha trouxe a proposta de maquiagem para ser usada por mulheres e homens.


O primeiro produto a ser vendido pela Natura em farmácias foi a linha Sou, de produtos para o corpo e cabelo, em março de 2016.


A Natura planeja para meados do ano a implementação da parceria para a venda de seus produtos na rede de lojas de departamento Renner.


Ações


As ações da Natura lideram as perdas do Ibovespa; por volta do meio-dia,os papeis ON registravam queda de4,46%, a R$ 29,80, após a companhia divulgar na noite de ontem (26) seus resultados do primeiro trimestre.


O principal índice da bolsa cai 0,50%, para 64.538 pontos.


A Natura encerrou o primeiro trimestre deste ano com lucro líquido de R$ 189 milhões, revertendo prejuízo de R$ 69,1 milhões registrado em igual período de 2016. O lucro ajustado, descontados os efeitos não recorrentes, seria de R$ 28,2 milhões no intervalo, informou a companhia.


A receita líquida avançou 2,3% no trimestre, para R$ 1,73 bilhão. A receita bruta no Brasil subiu 4,4% no período, impulsionada pelas categorias de perfumaria e rosto, e a estratégia de presentes. A receita líquida no país cresceu 3,3%, pressionada pela maior carga tributária.


Em análise, o Goldman Sachs destacou o investimento pesado em marketing da companhia para sustentar a recuperação da receita, o que pesou sobre a margem Ebitda ajustada da companhia.


"Enquanto a recuperação da receita pode trazer algum alívio em relação às dificuldades cíclicas e estruturais que a Natura enfrenta, incluiu-se um notável aumento nos investimentos em marketing. Questionamos se a dinâmica no Brasil será sustentável em um cenário de investimentos em marketing normalizados", afirmam os analistas do Goldman.


O banco também lembrou da redução em 4% no número de consultoras no trimestre.


Já o Citi destacou os resultados mais fracos que o esperado na América Latina e na filial australiana Aesop, afetados pela valorização do real e pelo aumento dos custos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos