Bolsas

Câmbio

Dólar fecha estável com falta de entusiasmo com reforma da Previdência

O dólar terminou a semana estável frente ao real, em queda de 0,24% nesta sexta-feira, para R$ 3,1748. A moeda segue próxima dos picos em dois meses alcançados ontem, reflexo da correção no câmbio emergente desta semana e também da falta de entusiasmo do mercado com o andamento da reforma da Previdência.


Analistas viram com bons olhos a aprovação nesta semana do texto-base da reforma, em sessão na comissão especial da Câmara dos Deputados. Porém, reconhecem o caminho árduo que a reforma ainda vai percorrer, num momento em que cresce na opinião pública sentimento de contrariedade ao projeto. Isso amplia receios de mais dificuldade de o governo conquistar os 308 votos necessários na Câmara para levar a reforma ao Senado.


Na semana, o real ficou praticamente estável, desempenho melhor que alguns de seus pares. O rublo russo, por exemplo, recua 1,5% no período, pressionado pelo tombo de quase 5% dos preços do petróleo.


Mas quando se compara o real a um grupo mais amplo de moedas desde o fim de fevereiro, é perceptível que a divisa brasileira tem mostrado desempenho mais fraco. Embora o mercado eleve o fluxo de venda de dólar perto de R$ 3,20, resiste a seguir nessa direção à medida que a cotação testa os R$ 3,15. Além disso, o dólar tem feito mínimas cada vez mais altas, o que é visto entre analistas técnicos como um sinal de iminente tendência de alta.


Tanto os níveis de preço quanto a situação política no Brasil deixam o Credit Suisse menos animado com a moeda doméstica. Até a lira turca - que tem o terceiro pior desempenho global em 2017 - é vista pelo banco com maior potencial de alta no curto prazo.


A percepção é que mesmo a reforma da Previdência pode não ter força suficiente para deflagrar maciço e constante fluxo de capital ao país, uma vez que há dúvidas sobre a necessidade de novos ajustes fiscais nos próximos anos, em meio a incertezas sobre as eleições presidenciais de 2018.


Dados da consultoria EPFR indicam que o Brasil não se destacou entre emergentes na atração de dinheiro para fundos de bônus no começo de maio. Colômbia, Coreia, Índia e Tailândia lideraram os fluxos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos