Dólar bate R$ 3,19 e recua com ajuste na cena externa

(Atualizada às 10h38) O dólar se aproxima de R$ 3,19 no início da sessão desta segunda-feira, acompanhando a movimentação em outros mercados emergentes. No exterior, a vitória do centrista Emmanuel Macron na disputa presidencial da França atenua as preocupações sobre a adoção de novas políticas protecionistas pelo mundo. O resultado, entretanto, já vinha sendo antecipado pelos agentes financeiros desde o primeiro turno da eleição e a resposta nos ativos hoje é mais contida.


Pouco depois das 10h30, o dólar comercial subia 0,36%, cotado a R$ 3,1863, após avançar até R$ 3,1920 (+0,54%) nos primeiros negócios do dia.


O contrato futuro para junho, por sua vez, subia 0,33%, a R$ 3,2065, com máxima em R$ 3,2120 (+0,50%).


A fraqueza das commodities e preocupações com a economia chinesa seguem pesando contra os ativos de emergentes e ligados a matérias-primas. Na China, a Moody's fez um alerta sobre a liquidez do sistema financeiro do país, que estaria cada vez mais apertado diante de esforços para restringir o crescimento da alavancagem. Outro ponto de atenção vem de indicadores de comércio externo, que cresceram aquém do esperado em abril.


No Brasil, as atenções se concentram ainda no andamento da reforma da Previdência. Amanhã, a comissão especial da Câmara deve retomar a sessão para concluir a votação das emendas à proposta. Em seguida, a medida segue para a análise no plenário da Casa, mas o governo só deve colocar a medida em votação quando tiver confiança de sua aprovação. Para dar sequência ao processo, as novas regras previdenciárias precisam de, pelo menos, 308 votos dos deputados.


Na renda fixa, o DI janeiro 2018 marcava 9,420%, ante 9,395% no ajuste anterior, e o DI janeiro de 2019 operava a 9,310%, ante 9,290% na mesma base de comparação. Já o DI janeiro de 2021 subia a 9,980%, ante 9,950%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos