XP manterá liberdade se tiver Itaú como sócio, diz Benchimol à equipe

O fundador e principal sócio da XP Investimentos, Guilherme Benchimol, afirmou aos funcionários que a possível venda de uma participação para o Itaú Unibanco preservará a liberdade da empresa para tomar decisões e seguirá modelo similar ao das parcerias com a General Atlantic e a Dynamo.


As duas gestoras de recursos têm participação de cerca de 49% na XP.


"Realmente fomos procurados pelo Itaú Unibanco nos últimos meses e que existem conversas que vislumbram parceria similar à que fizemos com a General Atlantic/Dynamo, ou seja, venda de participação minoritária, mantendo o controle da companhia e liberdade das nossas decisões, integralmente, em nossas mãos", disse Benchimol em um comunicado interno, ao qual o Valor teve acesso.


Benchimol, que também é executivo-chefe da XP, afirmou ainda que a prioridade da companhia continua sendo fazer uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) e apresentou ontem à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) o pedido para realizá-la.


O executivo lembrou que, inclusive, a XP começa nos próximos dias as primeiras reuniões com investidores para apresentar o IPO.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos