Bolsas

Câmbio

Juros futuros caem após vendas no varejo; dólar sai na casa de R$ 3,15

Os juros futuros iniciam a sessão desta quinta-feira em queda firme, diante de novos sinais de fraca atividade econômica. As vendas no varejo de março vieram piores que o esperado no mercado, indicando que a conjuntura atual abre espaço para intensificação do ritmo de corte da Selic.


Ontem, as chances de uma redução de 1,25 ponto percentual da Selic em maio aumentaram com sinal de inflação baixa trazido pelo IPCA de abril. A principal incerteza reside, de acordo com especialistas, no campo político, principalmente o avanço da reforma da Previdência no Congresso, inibindo as apostas de uma flexibilização monetária mais agressiva.


Por volta das 10h10, o DI janeiro de 2018 recuava a 9,225%, ante 9,280% no ajuste anterior, e o DI janeiro de 2019 cai a 9,070%, ante 9,120% na mesma base de comparação. Este vencimento continua sendo o mais negociado, dando sequência à movimentação observada nos últimos dias, que sinaliza um aumento das atenções na política monetária ao longo de 2018.


O DI janeiro de 2021, por sua vez, marca a 9,790%, ante 9,810% no ajuste anterior.


O avanço nos preços das commodities e a valorização de moedas emergentes também contribuem para os mercados locais.


No mercado de câmbio, o dólar comercial cedia 0,35%, para R$ 3,1557.O contrato futuro para junho, por sua vez, recuava 0,20%, a R$ 3,1780.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos