Bolsas

Câmbio

Dólar tem a maior queda semanal perante o real

O real fechou a melhor semana do ano nesta sexta-feira e também registrou a melhor performance entre os principais pares do dólar. Analistas dizem que a recuperação da moeda brasileira ocorre na esteira das quedas dos prêmios de risco aqui e lá fora, mas também reflete um ajuste ao sentimento mais cauteloso que se instalou no mercado doméstico ao longo de abril, quando aumentaram ruídos em torno da reforma da Previdência.


O mercado foi afagado por notícias de que o governo já teria os votos mínimos para levar o texto da reforma da Previdência à votação no plenário da Câmara. A informação amenizou preocupações de que mesmo a base aliada estaria ameaçando votar contra o projeto.


Junto a isso, o cenário externo mais tranquilo e propício a ativos de risco deu uma ajuda extra aos vendidos na moeda americana. A volatilidade implícita das moedas emergentes está nas mínimas desde 2014, enquanto o VIX - índice que mede a percepção de risco do mercado americano de ações - segue próximo do piso desde 1993. As commodities se recuperaram no decorrer da semana, contribuindo para o rali das moedas emergentes, que já operam nas máximas desde o começo do mês.


No fechamento, o dólar interbancário caiu 0,75% nesta sexta-feira, para R$ 3,1228. É o menor patamar de encerramento desde 18 de abril (R$ 3,1132). Na mínima, a cotação bateu R$ 3,1164, deixando para trás a média móvel de 50 dias.


Na semana, o dólar recuou 1,64%, queda mais intensa desde a semana finda em 23 de dezembro do ano passado (-3,53%).


Dólar tem pior semana do ano



Variação semanal do dólar ante o real



Fonte: Valor PRO.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos