Bolsas

Câmbio

Em balanço não auditado, Telebras aponta redução do prejuízo

A estatal de telecomunicações Telebras informou prejuízo de R$ 62,2 milhões no primeiro trimestre, reduzindo 18,7% nas perdas na comparação anual.


A receita subiu 20,7% de janeiro a março, para R$ 16,4 milhões, ante os três primeiros meses de 2016.


Segundo a empresa, a receita da companhia é decorrente da elevação da base de clientes, formada por entidades governamentais, Forças Armadas, empresas públicas e sociedades de economia mista. Além disso, a primeira linha do balanço avançou por conta do crescimento da banda ativada.


Já os custos de bens e serviços subiu 6,9%, para R$ 47,9 milhões. As despesas operacionais, por outro lado, caíram 38,7%, para R$ 14,6 milhões.


As principais fontes de custos da companhia são alugueis, pessoal, serviços de terceiros e depreciação.


O resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) foi negativo em R$ 31,5 milhões no período, recuando 19,2% ante o ano anterior.


Os resultados trimestrais da companhia não são auditados, contando apenas com o parecer de acordo com as normas contábeis.


"O alcance de uma revisão é significativamente menor do que o de uma auditoria conduzida de acordo com as normas de auditoria e, consequentemente, não nos permitiu obter segurança de que tomamos conhecimento de todos os assuntos significativos que poderiam ser identificados em uma auditoria", aponta parecer da Tattica Auditores no relatório trimestral da companhia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos