PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

J&F diz que acordo de leniência permite que "Brasil mude para melhor"

31/05/2017 14h16

Em comunicado divulgado nesta quarta-feira (31), a J&F confirmou que o pagamento do valor total da multa de R$ 10,3 bilhões negociada com o Ministério Público Federal em seu acordo de leniência ficará a cargo da própria holding, controlada pelos irmãos Joesley e Wesley Batista.


De acordo com a companhia, o objetivo é "proteger os acionistas minoritários e garantir que os negócios do grupo prossigam em seu ritmo normal".


No comunicado, a J&F - que controla empresas como JBS, Eldorado, Alpargatas, Vigor, Flora e Banco Original, entre outras -, afirma que "o mecanismo de colaboração está permitindo que o Brasil mude para melhor. A companhia reitera, também por meio deste acordo, seu compromisso de contribuir com a Justiça e o Ministério Público Federal no firme combate à corrupção".


A multa estabelecida poderá ser paga ao longo de 25 anos, com correção pelo IPCA mas sem juros. Do total, R$ 8 bilhões deverão ser pagos a Funcef, Petros, BNDES, União, FGTS e Caixa. Os demais R$ 2,3 bilhões serão destinados a projetos sociais em área como saúde, educação e prevenção da corrupção.