Bolsas

Câmbio

Dólar fecha semana "preso" a R$ 3,25

A postura mais cautelosa de investidores fez o real descolar de boa parte de seus pares emergentes, que subiram hoje ante um dólar amplamente fraco.


Receios sobre impactos de eventuais novas delações premiadas nos próximos dias deixaram o mercado mais arisco. A falta de indicação do Banco Central sobre o futuro dos quase US$ 7 bilhões em swaps cambiais que vencem no começo de julho também serviu de argumento para compras de dólares no fim do dia.


"Nesses níveis, vemos pouco valor em operar real", diz o Morgan Stanley em nota a clientes, citando os riscos políticos domésticos.


No fechamento, o dólar comercial subiu 0,24%, a R$ 3,2540. No mercado futuro, a taxa do contrato com vencimento em julho mostrava estabilidade, a R$ 3,2735.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos